“OS ANJOS LEVAM A CASA”

 

 

RETORNO A NAZARÉ

Finalmente tendo José cumprido com todas as formalidades do recenseamento, a família devidamente preparada voltou para Nazaré. Evidentemente foi também uma viagem tranquila, sem pressa, longe do grande movimento da rodovia, passando cuidadosamente por estradas secundárias e desvios, longe do pesado trânsito da estrada principal. E assim chegaram a Nazaré e foram direto para a CASA.

 

A FELICIDADE ENVOLVEU A SAGRADA FAMÍLIA

Foi mais uma grande alegria para eles, o pai Joaquim havia contratado um pintor para melhorar a aparência da casa, enquanto mamãe Ana, havia conseguido uma auxiliar objetivando dar um trato necessário no interior do imóvel, principalmente nos moveis e utensílios. Ficou tudo uma beleza! Ali viveram com alegria, amizade e muita compreensão. À medida que JESUS crescia o Carpinteiro José carinhosamente lhe ensinava muitas coisas do ofício de trabalhar com madeira, enquanto Maria, com muita alegria cultivava uma pequena horta e preparava as refeições de todos. O prazer de estarem juntos, ajudando-se mutuamente, propiciava uma grande satisfação e a ternura de se tornarem sempre prestativos, fazendo desabrochar a grandeza de um amor que envolvia as suas almas, primordialmente transbordando de seus corações e derramando caudalosamente em: compreensão, simpatia, amizade e bem-estar para todos, além de possuírem permanentemente JESUS bem ao lado do casal, com o mistério maravilhoso do “DEUS DA VIDA”. E por isso mesmo, ali viviam numa felicidade plena, sem limites. "Foi nesse maravilhoso lar que JESUS crescia, tornava-se robusto, enchia-se de sabedoria, e a Graça de DEUS estava com ELE” (Lc 2,40)

. . Assim, sempre foi à “CASA SANTA DA SAGRADA FAMÍLIA”, um precioso e autêntico lar que guardou e abrigou um exemplo maravilhoso de existência, cultivado em plenitude e fidelidade  por uma verdadeira Família cristã acompanhada pela presença Divina, modelo perfeito e admirável para a humanidade de todas as gerações.

 

A SAGRADA FAMÍLIA PARTE PARA A ETERNIDADE

Todavia os anos continuaram o seu ritmo normal na sequência dos dias e meses, reservando em cada vida a data da sua existência. E assim no momento certo, aconteceu o retorno de JOSÉ à eternidade; depois JESUS Ressuscitado, tendo concluído a SUA preciosa e admirável OBRA REDENTORA em benefício da humanidade de todas as gerações, retornou ao PAI ETERNO; MARIA Mãe de JESUS, no final de seus dias quanto fechou os olhos para descansar, foi ressuscitada pelo SEU FILHO JESUS, e conduzida aos Céus por ELE, acompanhados por um numeroso cortejo de ANJOS para o Paraíso Divino. Em Nazaré, a CASA DA SAGRADA FAMÍLIA tornou-se um admirável centro de visitas, com peregrinações de cristãos de todas as partes do mundo. E o fato acontecia diariamente, com ônibus e automóveis que chegavam com pessoas ansiosas para conhecer e rezar num pequeno Altar que construíram na Sala, onde também existia uma pintura com MARIA, uma outra com SÃO JOSÉ e um Crucifixo de JESUS.

 

A INSENSATEZ DAS ARMAS

Tentando impedir a liberdade dos cristãos de visitarem os lugares sagrados, no ano 1.078 Jerusalém foi capturada por uma poderosa armada dos turcos seljúcidas, que matou muita gente e destruiu uma quantidade incontável de templos e bens de ordens religiosas cristãs. Isto ocasionou uma imensa irritação nos cristãos do mundo inteiro. O Papa Urbano II inconsolável com o procedimento irresponsável dos turcos, convocou os cristãos a lutar, a fim de recuperar Jerusalém e o natural acesso as preciosas relíquias da cristandade. Foi criada a PRIMEIRA CRUZADA CRISTÃ, com muitos militares vindos do ocidente, e avançaram firme e recuperaram a cidade santa (1096-1099), fundando o Reino Latino de Jerusalém.

Todavia, os turcos não se consideraram vencidos e se prepararam valentemente para destruir os cristãos de Jerusalém e arrancar Israel do mapa. E prepararam um terrível cerco chefiado pelo Sultão Saladino, terrível rei dos turcos Sarracenos. Em 1187, com muitos homens e armamentos pesados, do dia 20 de Setembro ao dia 02 de Outubro, Saladino com uma terrível e feroz investida venceu a guerra e se apoderou de Jerusalém. Instalou o seu quartel general na cidade, e de imediato tratou de convocar mais homens e trazer mais munições, armas de guerra e transporte militar, objetivando enraizar o seu poder e também destruir os incômodos vizinhos, inclusive Israel.

Entretanto, já no ano de 1229, depois de sucessivas guerras e invasões, os cristãos assumiram o poder em Jerusalém quando o Sultão do Egito AL-Kamil, assinou acordo com Frederico II,Rei do Sacro Império Romano-Germânico. As partes concordaram em assinar uma trégua de 10 anos e Jerusalém ficou no controle cristão.

Mas em 1244, Jerusalém novamente caiu nas mãos dos Muçulmanos, e em seguida, os terríveis Mamelucos (da Milícia Turca - Egípcia) dominaram a cidade em 1260 com imenso poderio militar. E é importante ressaltar, que em cada invasão acontecia à depredação covarde e selvagem, com a destruição de muitos patrimônios cristãos: Igrejas, casas e todos os bens que neles existiam, os quais implacavelmente eram roubados ou destruídos.

 

O PRIMEIRO MILAGRE

Estes fatos preocupantes sempre ocorriam nas inevitáveis invasões dos hereges, não só em Jerusalém, mas também nos territórios vizinhos e principalmente em Israel. Por este motivo, no ano de 1291, quando começou a crescer os prenúncios de uma ameaçadora investida dos Mamelucos e Muçulmanos a Nazaré, de repente a "CASA DA SAGRADA FAMÍLIA” desapareceu inexplicavelmente do local onde estava edificada em Nazaré, e "apareceu" em Trsat (Tarsatica)-Rijeka na Croácia, (área situada no Monte Rauniza que contém as duas localidades na Croácia). São duas pequenas localidades Trsat/Rijeka na Croácia, região dos Bálcãs (onde se encontram também os territórios da Bósnia e Herzegovina, Montenegro e outros). Os Bálcãs são banhados pelo mar Adriático, e está bem distante de Nazaré. O fato causou tanta surpresa e alegria, que o Pároco da Igreja Católica local, Padre Alexander Georgevich, que estava doente há três anos com um mal complicado, ficou tão feliz com o fato, que também alcançou o milagre de ser curado. E mais importante, ele teve a felicidade de receber uma ligeira visita de NOSSA SENHORA na noite de chegada da "CASA, afirmando-lhe que ela foi trazida pelos Anjos". No dia seguinte ele começou a anunciar o extraordinário fato na Igreja Católica local, confirmando a  "instalação em Trsat da Casa da Sagrada Família, aquela mesma CASA que estava em NAZARÉ da Galiléia”.

Observação: A imagem acima do Castelo de Trsat, está próximo ao agradável local ajardinado onde a "CASA" se acomodou. No Castelo morava o administrador local e sua família. Exteriormente havia alojamentos para os militares.

 

AS INVESTIGAÇÕES

O príncipe Nikola Frankipan que era o mandatário local ficou impressionado com aquele acontecimento, do mesmo modo como estava todo o povo da pequena localidade. Ninguém conseguia compreender como aquela pequena “CASA” havia chegado na praça do lugarejo. E logo procuraram contato com o Padre, que categoricamente confirmou, “a CASA foi transportada pelos ANJOS do SENHOR”.

Com o impacto da notícia, o mandatário local e o povo ficaram ainda mais curiosos. Então o príncipe decidiu procurar confirmar a realidade do fato. Reuniu quatro especialistas em construções para irem até Nazaré e Jerusalém, com o objetivo, de conseguir as provas que confirmasse aquela verdade, e inclusive para que a pesquisa fosse mais oficial e de interesse da própria Comunidade Religiosa, solicitou ao Padre Alexander que acompanhasse os técnicos, considerando que inclusive ele recebeu uma Graça Divina, ao se recuperar de uma doença que incomodava a sua saúde há três anos.

No retorno da viagem, 30 dias depois, os emissários informaram o relatório das pesquisas:

 

AS CONCLUSÕES TÉCNICAS

1) Os especialistas examinaram minuciosamente os alicerces em Nazaré, que ficaram no local da CASA. Tudo em perfeita ordem. As pessoas na cidade estavam tristes e inconsoláveis, inconformadas com o desaparecimento da CASA. Questionadas se viram algum movimento ou barulho, Responderam que nem imaginavam de que forma a CASA tinha desaparecido dali. Os alicerces estavam lá, perfeitos, no mesmo lugar, e tinham as mesmas dimensões da CASA que apareceu em Trsat no Monte Rauniza, no jardim próximo a Rijeka, na Croácia, região dos Bálcãs. Posteriormente, anos bem posteriores ao fato ocorrido, construíram em Nazaré uma Basílica onde estava a CASA e agora restava a estrutura da base. A Basílica da Anunciação abraçou cuidadosamente em seu interior a área dos alicerces da “CASA DA SAGRADA FAMÍLIA”, mantendo as mesmas dimensões, e dessa forma, permitindo aos visitantes ver e compreender onde estava à “CASA DE NOSSA SENHORA”.

2) A CASA que apareceu em Trsat não apresentava sinais de ter sido demolida e reconstruída no local onde agora se encontrava, ao contrário, apresentava-se intacta, sem qualquer trinca, exatamente como existia em Nazaré.

3) Então os especialistas concluíram que “DEUS” misericórdia infinita, para preservar aquela preciosa obra, lembrança viva da presença da “SAGRADA FAMÍLIA”entre nós, ordenou aos Anjos que a transportasse para Trsat. O “SENHOR” não quis que os infiéis muçulmanos destruíssem aquela magnífica e histórica obra, lembrança inesquecível para as famílias cristãs.

Em consequência dessas realidades, a “CASA DA SAGRADA FAMÍLIA” logo se tornou centro de peregrinações em Trsat, da mesma maneira como era antes quando se encontrava em Israel, na localidade de Nazaré da Galiléia.

 

OUTRA SURPRESA

Todavia, com pouco mais de três anos em Trsat, ocorreu  “novo milagre" , ou seja, no dia 10 de Dezembro de 1294, a “CASA DA SAGRADA FAMÍLIA” mudou-se para outra região!... Durante a madrugada daquele dia, a “CASA” foi conduzida pelos Anjos do SENHOR e colocada nos "bosques de Loreto" , exatamente numa rodovia, próximo a cidade de Recanati, na Itália.

O que aconteceu? Porque foi necessária esta mudança? Todos questionavam... Era uma pergunta que brotava nervosa no coração dos habitantes de Trsat. E então foram conversar com o sacerdote da Igreja. Ele, homem experiente no trato das coisas sagradas apenas disse: “A CASA aqui chegou sem nos avisar. Veio silenciosamente e trouxe alegrias e precioso bem ao nosso coração, além de muitas graças de DEUS para a vida do povo. Agora, naturalmente com a "Missão Cumprida" aqui, por ordem DIVINA ela foi conduzida a outra localidade”. Foi exatamente isto que aconteceu, afirmou o Padre.

Na continuidade dos anos, em Trsat o príncipe Nikola Frankipan sensibilizado com todos os acontecimentos, mandou erigir uma grande Capela no local onde esteve a “CASA DA SAGRADA FAMÍLIA”. Rapidamente ocorreu uma metamorfose, a Capela deu origem a uma Igreja com crescente peregrinação, e com o passar dos anos se transformou num Belo Santuário de NOSSA SENHORA, onde se venera a imagem doada pelo Papa Urbano V em 1367, conhecida atualmente com o nome de “MÃE MISERICORDIOSA”. .E pela quantidade admirável de graças que são derramadas sobre os “seus filhos”, que buscam a SUA tão querida, preciosa, infalível e desejada intercessão junto ao “SENHOR DEUS DA VIDA”, milhares de peregrinos visitam anualmente o Santuário para agradecer e prestar uma sincera homenagem a “SANTÍSSIMA MÃE DE DEUS”.

- PRÓXIMA PÁGINA

- PÁGINA ANTERIOR

- RETORNA AO ÍNDICE