SABER ENTENDER A VONTADE DE DEUS

 

É comum lermos nos jornais, ouvirmos no noticiário da TV ou no rádio, que centenas de pessoas morrem diariamente de fome na África, na Ásia, na América Central, no interior do Brasil e em diversos outros lugares.

Pergunto: Diante de DEUS, quem pagará por esses crimes?

Nós somos responsáveis. Todos nós, os bons e os maus, porque pela Lei Divina do Amor, também devemos zelar pelo bem-estar da humanidade. Sim, porque somos todos irmãos em CRISTO, filhos do mesmo e maravilhoso PAI ETERNO.

Habitamos uma civilização cuja maioria vive egoisticamente, sem DEUS. Os cristãos que deveriam dar o exemplo, esforçando-se para ser diferente, uma porcentagem elevada vive como ateus, "um querendo engolir o outro comercialmente" para conseguir maiores lucros e melhores vantagens. Então, se nós os cristãos procedemos assim, não fazendo nada para conduzir as pessoas à uma esperança, não nos interessando pelo próximo, sejam as crianças abandonadas, os velhos nos asilos, os drogados e aqueles que se enveredam pelo mal caminho, significa dizer que também nós estamos nos afastando do CRIADOR, uma vez que com um procedimento vazio e sem misericórdia, não estamos sendo fieis ao nosso compromisso batismal, não estamos colaborando para a transformação do mundo em benefício de todos. Em consequência deste modo de viver indiferente, nada mais podemos esperar do SENHOR, do que uma "pesadíssima cruz" imposta pela Justiça de DEUS, para punir "todos os crimes" das gerações.

DEUS está preocupado com o comportamento da humanidade. Um testemunho desta afirmação encontramos na quantidade notável de Manifestações Sobrenaturais que ocorreram de 1960 a 1990. O SENHOR intensificou de maneira admirável a vinda de emissários celestes para ensinar ao povo e revelar a Última Vontade do CRIADOR. Em quase todas as partes do mundo aconteceram Aparições ou alguma ocorrência sobrenatural, que caracterizava a intervenção Divina com o objetivo de sacudir as pessoas, acordar aquelas que permaneciam imersas no pecado, despertando-as do marasmo da indiferença e do comodismo, para as verdades da vida. O CRIADOR, excedendo de modo visível e generoso, permitiu que acontecesse milagres extraordinários, deixando homens, mulheres, leigos e religiosos, pasmados e impressionados com o zelo Divino em provar o Amor de DEUS e a Verdade Cristã.

E tudo isto, porque DEUS ama a humanidade. ELE é o nosso PAI misericordioso e nós somos os seus filhos, as suas sementes germinadas no solo rico e sagrado do Coração Divino.

Atualmente ainda vivemos num tempo de graças, época em que DEUS acolhe com muito mais paciência, as súplicas e solicitações de cada um, pela maternal intercessão de NOSSA SENHORA , ou pelo auxílio de um Santo da Devoção do fiel, perdoando misericordiosamente as muitas faltas e transgressões da humanidade por meio da Confissão Sacramental, enchendo a nossa vida de força e inspiração pelo Sacramento da Eucaristia, fazendo crescer a fé e derramando paz em nosso espírito através da Oração.

Ouvimos em certa ocasião algumas pessoas que lamentavam e questionavam o comportamento de DEUS, dizendo: "Com tantas desgraças e misérias acontecendo em todas as partes, porque o CRIADOR não muda a situação do mundo?"

A resposta está aqui mesmo, não precisamos ir muito longe, porque ela está ao nosso redor... Olhe e medite. O SENHOR quer mudar o mundo, mas a humanidade não quer. A grande maioria das pessoas prefere passear e "aproveitar" os momentos disponíveis, quando não estão trabalhando. Ninguém se preocupa em participar de uma Santa Missa aos domingos, assim como a grande maioria das pessoas não rezam e não querem saber de Orações.
JESUS realizou plenamente a Obra Redentora e nos deixou meios eficazes para a Salvação de todos. Ela começa pela conversão do coração, que conduz o fiel ao exercício da Oração, ao cultivo da humildade e da simplicidade, a prática da misericórdia e do amor fraterno, ensejando o crescimento da Caridade numa
"Entrega Total" a DEUS, como passos eficazes e decisivos, para conseguir o perdão Divino pelos muitos pecados cometidos e alcançar a amizade do SENHOR, fundamental a felicidade nesta vida. Todavia, a maior parte dos cristãos não seguem este caminho e não levam esta realidade a sério, são totalmente indiferentes.

Em outras palavras, as pessoas não se preocupam em compreender a Vontade de DEUS, estão concentradas em fazer funcionar os seus esquemas para alcançar os seus objetivos e interesses. Quando surge um grave problema, querem resolve-lo a qualquer custo, utilizando todos os artifícios possíveis, os honestos e também aqueles não recomendáveis. Até que malogradas todas as tentativas, quando a solução parece impossível, aí então, eles se lembram do CRIADOR e se movimentam, apelando para a misericórdia Divina.

Verdadeiramente este não é o caminho indicado! É um retrato maiúsculo da ingratidão. A humanidade não entende e não se preocupa em agradecer o "dom da vida" que recebeu graciosamente do CRIADOR.
Seria tão bonito se as pessoas procurassem cultivar com seriedade uma sincera amizade com o SENHOR, mostrando-LHE com carinho e ternura, a grandeza do amor filial e o valor da amizade de cada um. Porque este procedimento é que propicia a certeza da
"resposta Divina", que vai infundir a convicção e a alegria no coração dos fieis, de que verdadeiramente o SENHOR não faltará, concedendo inspiração, dando um auxílio concreto ou uma ajuda, para que a dificuldade seja ultrapassada. E assim, quando ocorrer um grave problema ou uma dificuldade insuperável, não devemos desesperar e nem enveredar por caminhos imaginários numa febril busca de solução para contornar a dificuldade. Devemos sim, desde o início, colocar o problema confiantemente nas mãos de DEUS, suplicando a ajuda Divina, com a convicção que de fato ela virá. E sem dúvida, a Luz do CRIADOR brilhará e derramará na mente do fiel a solução almejada, como resposta ao amor e ao abandono dele, como prova de confiança, proporcionando a extinção do problema e o retorno da paz ao seu coração. Isto acontecerá, por mais complicada e difícil que seja a situação, porque pela Vontade do SENHOR, a dificuldade desaparecerá, sendo ela completamente solucionada.

O fiel que reza e crê na providência Divina, deve enfrentar corajosamente os problemas do cotidiano com confiança e disposição, sem esmorecimento e com plena certeza de que o CRIADOR jamais o esquecerá. Em todas ocasiões o SENHOR nunca esquece de nenhum de seus filhos que buscam a sua generosa e paternal proteção. As vezes, através dos acontecimentos de cada dia, o SENHOR poderá permitir que as pessoas sejam testadas em alguma provação, como um modo paterno de corrigir e purificar o espírito do fiel, objetivando o seu próprio bem estar. Mas jamais ELE abandonará um daqueles que LHE ama e que procuram LHE mostrar que são seus filhos.

Sintetizando, podemos afirmar que nossa oração será mais completa, a partir do momento em que pudermos oferecer tudo de nós à DEUS, não separando nada, entregando-lhe todos os nossos bens, o trabalho, o lazer e até a nossa própria vida. Oferecer tudo ao CRIADOR, a fim de que ELE, através de nossa oferta e das nossas orações, realize o Seu programa de Salvação da Humanidade inteira, inclusive a salvação da nossa Vida.

 

Próxima Página

Página Anterior

Retorna ao Índice