APRESENTAÇÃO

 

O Apocalipse escrito por São João surgiu aproximadamente no ano 95 de nossa era. E foi uma consequência natural de todas as ocorrências vividas pelas Comunidades Cristãs, no primeiro século da sua existência. Isto porque, a convivência em todas elas foi muito difícil, principalmente para as Comunidades da Ásia Menor, onde hoje se encontram a Turquia, a Síria e o Líbano. Pois eram dificuldades e tribulações de todas as naturezas, as quais os cristãos tiveram que enfrentar com paciência, fé e muitas orações. Isto, além das próprias dificuldades de cada uma, porque depois dos primeiros anos de euforia e entusiasmo, muitos cristãos caíram no relaxamento. Os Apóstolos fundadores já haviam morrido e então, começaram a aparecer doutrinas perigosas e falsas, que querendo explicar os fatos cristãos ao seu modo, se afastavam do verdadeiro Evangelho. Estes desvios propositalmente buscavam manter fidelidade as tradições do judaísmo. E essas tendências, levadas ao exagero, neutralizavam a Obra de CRISTO como SALVADOR, inclusive porque realçavam “esperanças infundadas” de manifestações políticas feitas pelo MESSIAS, que na realidade nunca existiram.

Estes problemas foram acrescidos por dificuldades vindas das autoridades do Grande Império Romano. A partir do ano 64 o Imperador Nero desencadeou uma terrível e absurda perseguição contra os cristãos. E na continuidade, a situação piorou com o Imperador Domiciano, principalmente no período do ano 81 ao ano 95. Este acontecimento ocasionou um sentimento de grande desespero em todos os cristãos, porque além das mencionadas dificuldades eles sofriam também com as calamidades da guerra, da peste, da fome e dos terremotos. Então, como consequência natural, muitos se sentiram desanimados e se perguntavam: “Se JESUS é o nosso SALVADOR, se ELE venceu o mal, como se explicar este nosso terrível sofrimento”?

Foi exatamente para esta Igreja que vivia nesses tempos abomináveis que o Apocalipse foi escrito. Então é necessário levar em conta esta realidade no sentido de entender corretamente a “Mensagem Divina”. Mas também é necessário compreender, que a “Mensagem” não teve validade somente para aquela época, mas para os cristãos de todos os tempos. Isto porque, NOSSO SENHOR permitiu que o Apóstolo João tivesse uma visão da Parusia com todos os impressionantes acontecimentos, lhe proporcionando sedimentar no espírito, uma idéia do que ocorrerá até a vitória final do Amor de DEUS. Por outro lado, é preciso ter em mente, que o Apocalipse não foi escrito para satisfazer a curiosidade humana sobre o futuro, ou para provocar pavor sobre as visões terríveis do “Fim do Mundo”. Ao contrário, ele veio para aumentar e consolidar a nossa confiança na fé cristã, porque JESUS está conosco, e a vitória final será de DEUS, apesar das aparências contrárias e de tudo de errado que existe, e daquelas coisas que acontecerão.

Para conhecimento, a palavra “Apocalipse” é grega, e traduzida para o português significa “Revelação”, no caso,"Revelação feita por DEUS à humanidade, especialmente das coisas que acontecerão no futuro".

Esta definição também nos faz lembrar as “Profecias”. Por essa razão, não é muito fácil delimitar a fronteira que separa os “assuntos apocalípticos” dos “assuntos proféticos”. Isto porque, existe um grande relacionamento entre os dois, que até nos permite dizer que há na verdade, um prolongamento entre os dois assuntos. A grande diferença está justamente no fato de que, os antigos profetas e videntes, ouviam e viam as “Revelações Divinas” e as transmitiam oralmente, enquanto os “Apocalipses” sempre foram escritos pelos autores que receberam as revelações e mensagens em forma de “Visões”.

Por outro lado, é importante acrescentar que as “Visões Apocalípticas” não têm valor por si só, ou seja, por elas mesmas, pelo que elas mostram, porque geralmente são mostradas “simbolicamente” e por isso mesmo, tem “valor simbólico”, não significam o que na realidade apresentam, precisam de ser interpretadas pelos videntes autores das “Visões” e pelos estudiosos. Só para dar um exemplo, objetivando deixar claro como funcionam os simbolismos das Visões Apocalípticas, João na sua visão, viu alguém vestido com uma túnica longa, com os cabelos brancos como a neve, tendo os pés com o aspecto de bronze incandescente e sua voz era como o estrondo de águas torrenciais. Inspirado pelo ESPÍRITO SANTO ele pode interpretar aquele simbolismo que ocultava a imagem do Messias. JESUS apareceu com suas funções de Juiz Escatológico. Seus atributos estavam apresentados pelos símbolos mencionados neste nosso exemplo, e nos outros referidos no texto do Apocalipse. Apareceu simbolicamente como "Sacerdote" (representado pela túnica longa); "Estabilidade" (pelos pés de bronze incandescente); "Eternidade" (pelos cabelos brancos); e assim, através dos símbolos é que uma mensagem apocalíptica é interpretada.

Existem muitos Apocalipses, entretanto o único incluído no Canon da Igreja é aquele atribuído a São João Evangelista, que escreveu quando estava exilado na Ilha de Patmos, por causa da sua fé em CRISTO. E o Apocalipse que ele escreveu, conforme já mencionamos, nasceu num período de grande perturbação e violentas perseguições a Igreja Nascente, causadas pelos terríveis Imperadores Romanos. Os cristãos tinham necessidade  de um poderoso estimulo que robustecesse o equilíbrio dos seus sentimentos, da mesma forma que precisavam do benefício de uma necessária atenção para resistir às crueldades, oportunidade em que João também lançava a palavra de CRISTO para aumentar a fé do povo. JESUS falou: “EU vos disse tais coisas para terdes paz em MIM. No mundo tereis tribulações, mas tende coragem: EU venci o mundo!” (Jo 16,33). Neste mesmo sentido, onde DEUS revela sua proteção sempre presente para o bem da humanidade, apesar de todos os problemas, das perseguições, das crueldades e de todas as dificuldades que aconteciam, havia o consolo e a certeza de que os cristãos não precisavam temer, porque conforme se lê no Evangelho escrito pelo Apóstolo São Mateus, JESUS anuncia também a sua verdadeira presença: “E eis que EU estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos!” (Mt 28,20)

Por todas estas considerações torna-se evidente que o Apocalipse de São João, é um livro muito importante, que nos possibilita imaginar os acontecimentos futuros assimilando uma vigorosa ampliação dos conhecimentos, além de mostrar em cada passagem, em cada momento, a realidade do cuidado Divino, com seus filhos. E por isso também, nós do APOSTOLADO DOS SAGRADOS CORAÇÕES, sensibilizados e estimulados pelo Amor de DEUS, com prazer e alegria percorremos todas as linhas desse maravilhoso Livro Sagrado, e felizes com tudo o que pudemos aprender, queremos deixar aqui, de uma maneira bem clara, estas preciosas "Revelações", que o SENHOR DEUS quis colocar ao alcance de todos.

 

APOSTOLADO DOS SAGRADOS CORAÇÕES

 

http://www.apostoladosagradoscoracoes.com

 

PRÓXIMA PÁGINA

RETORNA AO ÍNDICE