=13ª, 14ª e 15ª ESTAÇÕES=

DÉCIMA TERCEIRA ESTAÇÃO

"JESUS É DESCIDO DA CRUZ"

Como entardecia e não tinham notícias dos crucificados, os homens do Sinédrio que tramaram a morte do SENHOR, mandaram mensageiros pedir autorização a Pilatos para quebrar as pernas dos crucificados, a fim de acelerar a morte. Apesar de bárbaro, era um costume utilizado para apressar a morte dos condenados.

A patrulha pretoriana chegou ao Gólgota e quebrou as pernas dos dois ladrões. Vendo que JESUS estava morto, não LHE quebraram as pernas, mas para verificar, um dos centuriões cravou a lança com força no lado direito do SENHOR, penetrando entre a quinta e a sexta costela, atingindo o Coração. No mesmo instante saiu sangue e água.

 Nós vos adoramos SENHOR JESUS e vos bendizemos! ( Ajoelhar)

 Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo! ( Levantar)

 Depois de pedir autorização a Pilatos, José de Arimatéia e Nicodemos compraram um lençol de linho branco e tiras de pano, e retiraram o Corpo de JESUS da Cruz.

 E MARIA, sua MÃE, O recebeu em seus braços.

 Nos braços de MARIA estava o Corpo de seu Filho querido; no Coração de MARIA permanecia a dor e a angústia de uma MÃE aflita, ao ver as consequências da maldade e da violência da humanidade!

 Ó MARIA, mãe das dores, fortalecei a fé no coração de todas as pessoas de nossas famílias, a fim de que tenhamos serenidade para enfrentar os momentos mais difíceis em nossa vida e com o auxílio do SENHOR, possamos ultrapassar todas as dificuldades do cotidiano.

CANTO:

Do madeiro Vos tiraram/ E à MÃE Vos entregaram/ Com que dor e compaixão/ Com que dor e compaixão.

Pela Virgem dolorosa/ Vossa MÃE tão piedosa/ Perdoai ó meu JESUS/ Perdoai ó meu JESUS.

 

 

DÉCIMA QUARTA ESTAÇÃO

"JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO"

José de Arimatéia, Nicodemos e alguns Apóstolos auxiliados por pessoas piedosas e as Santas Mulheres, de acordo com o costume judeu, prepararam o Corpo do SENHOR ungindo-O com um mistura de aloés e mirra, e O envolveram com um lençol de linho. Respeitosamente em procissão conduziram JESUS para uma sepultura próxima, de propriedade de Arimatéia. Deitaram o Corpo do SENHOR numa saliência na rocha em forma de cama e fecharam a entrada com uma grande pedra.

 Nós vos adoramos SENHOR JESUS e vos bendizemos! ( Ajoelhar)

 Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo! ( Levantar)

 O sepulcro foi aberto numa rocha, distante aproximadamente 100 metros do local da crucificação e onde ninguém tinha sido colocado antes. As mulheres que haviam seguido o SENHOR desde a Galiléia foram com os Discípulos, acompanhando o sepultamento DELE. Depois, elas voltaram para casa a fim de providenciarem perfumes e óleos objetivando fazerem uma digna preparação do Corpo de JESUS, porque naquele primeiro momento não foi possível, considerando que entardecia, estavam no final do "parasceve", véspera da festa da Páscoa dos judeus e a lei não permitia cuidar de defuntos naquele período. Quem cuidasse, adquiriria "impureza legal" e teria que se purificar para poder participar da Páscoa e no caso, não haveria tempo para a purificação. Assim, por causa do horário, fizeram as pressas o sepultamento do SENHOR.

Durante o sábado, também era proibido fazer qualquer atividade. Por isso, elas esperaram até a manhã de domingo para irem ao túmulo prestar a última homenagem a JESUS.

 Entretanto, não será no sepulcro que as pessoas amigas de JESUS irão encontrá-LO. O óleo e os perfumes que as mulheres prepararam para ungir o Corpo do SENHOR deverão ser usados para aliviar o sofrimento dos doentes e dos feridos. São os vivos que precisam de nossa atenção. Quem morre vai para junto de DEUS. Por isso mesmo, a lembrança dos falecidos não deve trazer tristeza, mas deve motivar a nossa perseverança no mesmo espírito de fé, justiça e amor fraterno no mundo.

 "EU vim para que todos tenham vida, e vida em plenitude". (Jo 10,10)

CANTO:

No sepulcro Vos puseram/ Mas os homens tudo esperam/ Do mistério da Paixão/ Do mistério da Paixão.

Pela Virgem dolorosa/ Vossa MÃE tão piedosa/ perdoai ó meu JESUS/ Perdoai ó meu JESUS.

 

 

DÉCIMA QUINTA ESTAÇÃO

"A RESSURREIÇÃO DE JESUS"

Houve um forte tremor de terra, que fez rolar a pedra que fechava o túmulo do SENHOR, ao mesmo tempo em que uma luz brilhante veio de dentro e projetou no chão os soldados, como se estivessem mortos, paralisados contra o solo, enquanto JESUS ressuscitava gloriosamente envolvido numa esplendorosa luz.

 Nós vos adoramos SENHOR JESUS e vos bendizemos! ( Ajoelhar)

 Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo! ( Levantar)

 No domingo bem cedo as mulheres foram ao túmulo, mas JESUS não estava lá. Próximo ao sepulcro elas viram dois homens com vestes claras e brilhantes, e eles lhes perguntaram:

 "Por que procurais entre os mortos AQUELE que está vivo?" "ELE não está aqui, mas ressuscitou".(Lc 24, 5-6)

 E a notícia da Ressurreição se espalhou rapidamente entre os discípulos.

 E foi no meio dos Discípulos que o SENHOR manifestou a sua presença.

 Antes de subir para junto do PAI, JESUS disse aos seus Discípulos:

 "Toda autoridade sobre o Céu e sobre a Terra ME foi entregue. Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do PAI, do FILHO e do ESPÍRITO SANTO e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que EU estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos!" (Mat 28, 18-20)

 Hoje o CRISTO Ressuscitado manifesta a sua presença através de todas as pessoas que vivem a fé e se comprometem na luta pela construção de um mundo novo, onde o amor, a justiça e a fraternidade são os sinais de que nós estamos com ELE, e ELE permanece conosco.

 SENHOR, que a nossa família seja a Vossa família. Que a nossa casa seja a Vossa casa. E que a nossa vida seja uma continuação da Vossa presença no mundo.

PAI NOSSO:

PAI NOSSO que está nos Céus, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa Vontade assim na Terra como no Céu; o pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

AVE MARIA:

Ave MARIA, cheia de graças, o SENHOR é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre JESUS. Santa MARIA, MÃE DE DEUS, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

GLÓRIA:

Glória ao PAI, ao FILHO e ao ESPÍRITO SANTO, como era no princípio, agora e sempre. Amém.

 

  Próxima - Informações e E-mail

  Estação Anterior

Retorna ao Índice