A Sagrada Escritura apresenta uma quantidade incontável de intervenções angélicas em acontecimentos de variada espécie, que realçam de modo admirável e enternecedor, a presteza e eficiência do serviço angélico e a grandeza da preocupação e do Amor de DEUS pela humanidade em todos os tempos.

Somente para mencionar, recomendamos a leitura do Evangelho escrito por São Lucas e recordar as palavras do Arcanjo Gabriel à NOSSA SENHORA, quando ele anunciou a MARIA de Nazaré, que ELA era Alguém muito especial nos planos de DEUS, que estava repleta de graças pelo Altíssimo e tinha sido escolhida para MÃE DO REDENTOR (Lc 1,26-38). Uma cena belíssima, que destaca a humildade de MARIA e apresenta o seu consentimento ao Plano Divino, pronunciando o "Sim" que permitiu ao CRIADOR enviar o SALVADOR de todas as gerações da humanidade. Outra passagem magnífica está no Evangelho escrito por São Mateus, em que os Anjos deram a Maria de Magdala (Maria Madalena), a notícia da Ressurreição de JESUS, quando no domingo após o sepultamento ela e outras Santas Mulheres, foram ao túmulo para ungir o Corpo do SENHOR. (Mt 28, 1-7)
Centenas de outras citações bonitas e importantes são encontradas na Sagrada Escritura, colocando em evidência o serviço e a permanente disponibilidade dos Anjos, como eficientes auxiliares de DEUS. A seguir, focalizaremos mais dois acontecimentos:

 

PRISÃO DE SÃO PEDRO

 

Os Atos dos Apóstolos descreve:

"Naquele mesmo tempo, começou o rei Herodes a maltratar alguns membros da Igreja. Mandou matar a espada Tiago Maior, irmão de João. Vendo que isto agradava aos judeus, mandou prender também a Pedro. Era nos dias dos pães Ázimos. Deteve-o e o lançou no cárcere, entregando-o à guarda de quatro piquetes de quatro soldados cada um; tencionava apresentá-lo ao povo depois da Páscoa. Enquanto Pedro estava na prisão, a Igreja não cessava de fazer orações a DEUS por ele. Ora, na noite em que Herodes estava para apresentá-lo, Pedro dormia entre dois soldados, preso com duas correntes, e diante da porta, sentinelas vigiavam a prisão. De repente o Anjo do SENHOR apareceu, e a cela foi inundada de luz. O Anjo tocou o lado de Pedro e despertou-o, dizendo: "Levanta-te! Depressa!" E caíram-lhe das mãos as cadeias. O Anjo lhe disse: "Cinge-te e amarra as sandálias". Foi o que ele fez. Acrescentou: "Joga o teu manto sobre os ombros e segue-me". Pedro saiu e seguia-o, mas não sabia que era realidade o que acontecia por meio do Anjo; julgava ter uma visão.

Franquearam, assim, o primeiro posto da guarda, depois o segundo, e chegaram ao portão de ferro que dá para a cidade. Ele se abriu por si mesmo diante deles. Saíram e passaram por uma rua, quando subitamente o Anjo desapareceu. Então Pedro, tornando a si, disse: "Agora sei em verdade que o SENHOR enviou o seu Anjo e me livrou das mãos de Herodes e da expectativa do povo judeu". (At 12,1-11)

 

TOBIAS E O ARCANJO RAFAEL

 

O Livro de Tobias, no Antigo Testamento, descreve nos capítulos de 5 a 12, a viagem que ele, Tobias, fez até a Média no Egito, guiado pelo Arcanjo Rafael, que lhe apareceu como se fosse um simples guia, conhecedor daquela região. O Arcanjo protegeu-o durante a viagem, inspirou-o a casar-se com Sara, sua parenta, e curou a cegueira de seu pai Tobit. Apresentamos a seguir a parte final dos acontecimentos, conforme está no capitulo 12 do mencionado livro:

"Terminados os dias de bodas (festejos do casamento de Tobias com Sara), Tobit chamou seu filho Tobias e disse-lhe: Filho, já é tempo de pagares o salário do homem que te acompanhou (na viagem), acrescentando também alguma gratificação. Tobias respondeu: Pai, quanto devo dar-lhe pelos seus serviços? Mesmo entregando-lhe a metade dos bens que trago comigo eu não teria prejuízo. Reconduziu-me são e salvo, libertou minha mulher (de uma terrível possessão diabólica), trouxe-me o dinheiro (que ele Tobias, tinha viajado para busca-lo em Rages com Gabael, amigo de seu pai) e, enfim, te curou! (curou a vista de Tobit que estava cego por causa de cataratas) Que recompensa devo dar-lhe? Disse-lhe Tobit: Filho, ele bem merece a metade de tudo o que trouxe.  Chamou-o, pois, Tobias e disse-lhe: Toma como salário a metade de tudo quanto trouxeste e vai em paz.

Então Rafael chamou-os à parte e disse-lhes: Bendizei a DEUS e proclamai entre todos os viventes os bens que ELE vos concedeu; bendizei e cantai seu Nome. Manifestai a todos os homens as ações de DEUS, como elas o merecem, e não vos canseis de dar-lhe graças. É bom manter oculto o segredo do rei; porém, é justo revelar e publicar as obras de DEUS. Agradecei dignamente. Praticai o bem, e a desgraça não vos atingirá. Boa coisa é a oração com o jejum, e melhor é a esmola com a justiça do que a riqueza com a iniquidade. É melhor praticar a esmola do que acumular o ouro. A esmola livra da morte e purifica de todo o pecado. Os que dão esmola terão longa vida; os que cometem o pecado e a injustiça são inimigos da própria vida ... Eu sou Rafael, um dos sete Anjos que estão sempre presentes e tem acesso junto à Glória do SENHOR.

Ficaram ambos (pai e filho) cheios de espanto e caíram com a face em terra, com grande temor. Mas ele lhes disse: Não tenhais medo; a paz esteja convosco! Bendizei a DEUS para sempre. Se estive convosco, não foi por pura benevolência minha para convosco, mas por vontade de DEUS. A ELE deveis bendizer todos os dias, a ELE deveis cantar (todos os louvores e gratidões). Pareceu-vos que eu comia (quando vivia no meio de vocês) mas foi só aparência. E agora, bendizei ao SENHOR sobre a Terra e daí graças a DEUS. Vou voltar para AQUELE que me enviou. Ponde por escrito tudo quanto vos aconteceu. E ele se elevou. Quando se reergueram, não o viram mais. Louvaram a DEUS e entoaram hinos, dando-lhe graças por aquela grande maravilha de haver-lhes aparecido um Anjo de DEUS". (Tb 12,1-10.15-21)

 

 

Próxima Página

Página Anterior

Retorna ao Índice