PRÓLOGO

Padre Luís Kondor, sacerdote da Congregação do Verbo Divino, era natural da Hungria, e se radicou em Fátima, Portugal, tendo trabalhado durante 55 anos a serviço da Igreja e como Vice Postulador da Causa de Beatificação e Canonização dos Pastorzinhos, onde faleceu no dia 28 de Outubro de 2009.

Profundo estudioso das teofanias ocorridas em Fátima, se preocupou em iluminar com sua inteligência alguns ângulos daquelas admiráveis manifestações. Sobretudo, no inicio da reflexão teológica dos acontecimentos sobrenaturais, ele quis precisar com bastante ênfase, o sentido profundo e essencial da “reparação” que a humanidade tem necessidade de fazer, como consolo e desagravo, nos seguintes termos:

“A reparação que MARIA, sob o seu IMACULADO CORAÇÃO, pede, não é uma atividade humana que diga respeito ao culto, como por exemplo, construir uma Igreja, praticar uma devoção, fazer uma consagração. NOSSA SENHORA não pede uma reparação simbólica, mas a viva realidade mística que é o nosso oferecimento total a DEUS Santo, Eterno, que é Amor... Porque o oferecimento de toda pessoa humana contém em si a reparação que se oferece simultaneamente a DEUS, ao CORAÇÃO DIVINO DE JESUS e ao CORAÇÃO IMACULADO DE MARIA. É através deste oferecimento que se realiza a “verdadeira reparação” e não através de ações reparadoras externas”.

Isto porque, o estudo teológico da Mensagem de Fátima mostra que não se trata de uma tentativa de como se quisesse apresentar novas verdades da Fé. Ao contrário, Fátima não quer senão tornar mais visíveis algumas verdades centrais e dar-lhes relevo, dentro da riqueza dos tesouros da Fé. Ela mostra que a SANTÍSSIMA VIRGEM, com a Sua Mensagem, promove na Igreja uma das mais urgentes intenções: “a reparação dos pecados cometidos contra DEUS, contra JESUS e contra o Seu CORAÇÃO IMACULADO”.

Então, compreende-se, que não se trata de uma exigência exterior e particular, ou dirigida a certo grupo de pessoas, e também, não é uma exigência que ultrapassa a grandeza dos sacrifícios das obrigações quotidianas, difícil de ser realizada. Não é assim. Ela é dirigida a toda humanidade e abrange a vida inteira de cada pessoa, convidando cada um a viver a sua realidade orientando o seu caminho para DEUS, como está na Sagrada Escritura: seja santo como o SENHOR Vosso DEUS é Santo.

Assim sendo, o CORAÇÃO DE MARIA lança o mesmo apelo à humanidade de todos os tempos. Esta realidade nos faz compreender que nunca haverá uma perfeita e completa “consagração e reparação”, sem uma verdadeira “santificação interior e exterior” da pessoa. “Consagrar-se” ao CORAÇÃO IMACULADO de MARIA não pode ser entendido somente em “procurar refúgio” ou “abrigar-se” neste CORAÇÃO durante a vida terrena, mas primordialmente, se inspirar nele, buscando santificar e purificar a existência para merecer a prerrogativa do “Santo Abrigo”. Assim sendo, Consagração, Reparação e Santificação são expressões inseparáveis e concorrem para o mesmo objetivo, e por isso, devem ser realizadas, necessariamente, em profunda comunhão e harmonia com a totalidade da pessoa humana.

Desse modo, pode-se compreender com maior clareza, que o prometido triunfo do CORAÇÃO IMACULADO DE MARIA não é “coisa” deste mundo, como por exemplo, a vitória de uma realização, ou um triunfo político. Será, sem dúvida, a vitória da Cruz de CRISTO, a vitória do Amor Salvador do próprio CORAÇÃO DE JESUS, em que terá parte substancial o CORAÇÃO IMACULADO DE MARIA.

O livro escrito pelo Padre Luis Kondor, que nos serviu de ensinamento para realizar este Site, tem o titulo: "QUEREIS OFERECER-VOS A DEUS?" e tem tido, por isso mesmo, uma aceitação notável no ambiente cristão. O livro foi editado em Fátima, Portugal, pelo Apostolado da Causa de Canonização dos Bem-Aventurados Francisco e Jacinta, em 28/Outubro/2011.

APOSTOLADO DOS SAGRADOS CORAÇÕES

Próxima Página

Retorna ao Índice